A Arte do Turismo Fotográfico

Ivani Maia Nogueira Barbosa
Tamires Jales Nunes
Turismólogas em Formação pela UERN-Campus de Natal

Você já se imaginou saindo em uma expedição de algumas horas ou dias apenas para fotografar paisagens com belezas exóticas, naturais, culturais ou históricas? Se sua resposta foi não, saiba que existe esse tipo de segmento no turismo, ainda pouco explorado no Brasil, mas que tem levado grupos de fotógrafos profissionais, intermediários e até amadores, a saírem de suas residências com objetivos de registrar momentos que são únicos, em belas fotografias.

O Turismo Fotográfico ou Fototurismo, como é conhecido, é um segmento recente que tem como objetivo fotografar o máximo possível do lugar sem perder de vista nenhum momento do dia ou da paisagem. Desse modo, quem pratica o turismo fotográfico não sai de casa com o intuito de relaxar e aproveitar as belezas do lugar turístico, e sim de registar o maior número de imagens para seus acervos fotográficos.

A fotografia em si é considerada a arte de se perceber as imagens, é uma cópia virtual da realidade capaz de congelar o momento, que por sua vez tenta transmitir o sentimento que provavelmente sentiu o fotógrafo-autor no instante da captura ser registrada. Ler mais

PONTE NEWTON NAVARRO, A POSSIBILIDADE DE UM NOVO OLHAR SOBRE NATAL

Marília Medeiros Soares
Gonny Pinto de Morais

A Ponte Newton Navarro, construída sobre o estuário do Rio Potengi, em Natal/RN, possui 55 metros no seu vão central. A partir dela se avista a paisagem natalense de vários ângulos e formas.  É sustentada por enormes estais (cabos de aço), possuindo extensão de 1,8 km, duas faixas para tráfego e uma faixa para pedestre em cada sentido.

Também chamada de “Ponte Nova”, ela liga a Zona Leste à Zona Norte da cidade, permitindo acesso às praias do Litoral Norte do estado do Rio Grande do Norte, e ao Aeroporto Internacional de Natal.Para quem está de carro, não é permitido parar no alto da ponte, então a observação da paisagem torna-se extremamente rápida, não sendo assim a paisagem contemplada, mas vista rapidamente. Dessa forma, uma alternativa interessante é atravessar a ponte a pé. Trata-se de uma caminhada de 3,6 km onde se tem a oportunidade de observar as nuances e as constantes modificações da paisagem natalense.
Saindo da Praia do Forte e caminhando no sentido Zona Norte, é possível observar a Fortaleza dos Reis Magos , o mar, a Praia da Redinha e as Dunas de Genipabu. Já ao caminhar no sentido Zona Leste é possível observar o Rio Potengi, o mangue, e diversos importantes prédios históricos de Natal, como o Iate Clube, o porto, a Rampa, entre outros.
Além de ser uma ótima oportunidade para fazer atividade física e ver belas paisagens, se essa caminhada for iniciada às 16 horas, dará a oportunidade de estar chegando de volta à Praia do Forte no momento em que o sol está se pondo, sendo assim o momento ideal de ter uma vista privilegiada do pôr-do-sol do Rio Potengi, um dos mais belos do Brasil.