RIO GRANDE DO NORTE DE LÁ PRA CÁ

Marcos Benício
Aluno do 1º Período do Curso de Turismo/UERN/Campus Natal

Ah!, meu RN, GRANDE de nome e de gente. Gente brava guerreira, guerreiro, potiguar POTIGUARA… Moço, vou te contar, repare bem a história é de admirar, tudo começou em 1500 quando Cabral aqui chegou. Sim foi aqui!!!Lenine Pinto tá aí mostrando as provas o Monte Pascal, pode rir, era o Pico Cabugi. Touros foi o porto seguro. Se engane não, Dona menina!, faça escutador, vou falar de amor, a prosa vai começar, pois pra falar de amor meu estado tem pra LASCAR!

Dentro do mar tem Rio, praia, Ilha, aliás, por falar em ilha, salve a ilha de Santana lá em Caicó; região do Seridó, lugar de cultura, comida  e tradição.Terra de muita fé, homem fique de pé, a ala urça vem ali, bora se divertir, não sabe o que é! Deixa de ser mané, é o bloco do Magão, pense numa diversão e te digo mais, só vou parar quando chegar a quarta-feira. E, por falar em fé, salve Santa Cruz que o turismo conduz, lá no Trairi. Calma, empurre não, eu não vou sair daqui, ainda nem falei dos poetas, os poetas do Assu. Meus amigos,  mestres de cultura popular, Paulo Varela e Yamara Santos. O buraco do prefeito, calma minha gente! Estou falando da praça anfiteatro.

Não vou abrir tu, não abro nem pra um trem se vier, morri também, vamos resistir! É na bala, disse “Rodolfo Fernandes, então prefeito de Mossoró, ameaçado pelo bando de Virgílio Ferreira, o Lampião” que derrotado fez carreira da percata bater bunda. Sumiu no oco do mundo no Rio Grande do Norte,  nunca mais voltou. Mossoró nos libertou do famigerado cangaceiro, fugiu, foi embora, não olhou  nem pra trás, exclamou no Rio Grande, não volto mais em Mossoró, até os santos atiram. Ah, chegamos no Oeste, povo arretado da peste, terra de Santa Luzia. Mossoró, linda menina, cidade encantada, brilha numa chuva de bala, sede da Universidade do Estado, a nossa querida e amada UERN!. Lugar que primeiro fez abolição, seu idealizador  Romualdo  Galvão, onde votou a primeira mulher, a professora Celina Guimarães. Terra de Dona Amélia Duarte. Mulher forte de altivez  foi casada com um português. Menino, tu não sabe de nada, ábrê o ouvido, escuta o que digo, te lembra de papa figo? Amélia pela cidade do Natal ficou mal afamada, viúva Machado, era chamada.

Já que falei em mulher potiguar, moço,  meu estado tem Alzira Soriano, primeira mulher eleita prefeita na América Latina  na cidade de Lajes, em 1928. Calma cumpade véi, ainda não falei em Auta de Souza, Nísia floresta, Felipe e Clara Camarão. Eu nem falei no sertão, mas não vou deixar fartar, tem Lajedo de Soledade,  um dos sítios arqueológicos mais importantes do Brasil,  só não te pego na mão porque tô perto de encerrar, chego já na capitá. Tem os bairros de Igapó, Rocas, Quintas, Ribeira, Rua Chile, tinha o Rio das lavadeiras, menino, tinha o Padre João Maria. Meu estado é que nem um elefante num sabe, aqui a coisa é bruta, tem ate PDF oxi! Oxi! Tô falando de Pau dos Ferros que  fica mesmo na ponta do nosso mapa.  Professores tem de grande monta, qualidade de admirar. A educação dava pra ser primeiro lugar, mas um dia será, basta o governo acreditar, eu e você querer. Veja,  meu Rio Grande tem André de Albuquerque, Djalma Maranhão, Câmara Cascudo, Djalma Marinho, Augusto Severo, Jesuíno Brilhante (cangaceiro), Elino Julião cantou no mundo inteiro, Café Filho, (presidente), tô falando da minha gente porque amamos nosso torrão, segure na minha mão, bora se balançar, na rede não, abestado!, deixe pra dirimir quando morrer no forro! Vamos se mexer meu bem, tem Dorgival Dantas também!, Daniel Dial, Xande  do Avião, Hélio Galvão, Deífilo Gurgel , Dodora Cardoso, Glorinha e Valéria Oliveira. Eu tô falando de amor, dedicação e  paixão por nossa terra. Tem São Gonçalo do Amarante, berço imortal da cultura e da  arte  tem sua bandeira maior Dona Militana, romanceira de primeira, menino! Até santo tem! Um pra cada dia do calendário,  aqui ninguém é otário. E num são os mártires de Uruaçu, pense  bem,  é de se apaixonar,  morrer pelo seu lugar.

O meu Estado é Rio, Rio de amor, de paixão e dedicação!. Quem é daqui, é campeão na arte de receber,  tem Ferreiro Torto, Trampolim da Vitória, tem salina, petróleo, cana, caju, ginga com tapioca  na Redinha. Menina, as tapiocas de D. Ivanize não tem parea. Natal Tinha PUTA DE CARTEIRINHA na guerra mundiá, tinha Maria boa, hoje só tem Maria!. Club Camana e Quintas Club. Tem futebol de toda cor, a gosto do torcedor alvirrubro, alvinegro alviverde. Tem a águia de Ceará Mirim e num é o Globo. O Baraúnas, o Potiguar, e o Santa! Tem carnaval o ano inteiro com o Grafith tocando, autofolia, Carnaxelita, Carnatal. Tem o mela mela em Macau, Guamaré também,  não gostou? Calma, vamos, ali, tem as viagens de Pirangi, Banda do Siri, Bloco dos Garis, Baiacu na vara, êpa! Êpa! Êpa! Falou de vara, entenda como quiser, elas são quase mulher, tô falando das kengas, Bloco de tradição, 35 anos de animação no centro histórico da cidade de Natal. Eu tô mesmo pagando pau, o RN é primeiro lugar. Faltou o Bloco dos Cão, Cansou?  Calma, nem começou até agora foi um esquente. Mas, garanto que assim como eu me apaixonou porque meu Rio Grande é deslumbrante como destino, em cultura, arte gastronomia camarão tem todo dia, você também vai se apaixonar. Já comesse o grude de Extremoz?  Nosso povo moço sabe se reinventar, vai à tecnologia digital o turismo melhorar. Uma última parada pra encerrar me conceda uma dança, vamos às Rocas cantar e dançar o Araruna, mas antes uma passada no Alecrim tomar uma no botiquim na Avenida 10 com Babal. O RN é um mundo inteiro na esquina do Brasil, se não viu venha ver um caldeirão sem fundo ferver porque o primeiro período tá no gás, conversa de amor é assim, só começa e não tem fim e ponto final. Xau!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *